(43) 3321-4655

Transporte

Ao longo dos anos, vemos que o transporte rodoviário de cargas não é mais algo somente operacional, mas sim parte de decisões estratégicas numa gestão dentro de uma transportadora.

Atualmente, um mercado competitivo atua de forma direta em tomadas de decisão, principalmente relacionado à parte financeira.

Dadas essas circunstâncias, perguntamos: você sabe o que é composição de valores de frete?

Parece ser um item muito simples e prático do cotidiano de uma transportadora, porém, muitos gestores e operadores logísticos não sabem a fundo a importância desse tópico.

É de extrema importância que o cálculo do valor de frete seja feito de forma correta. Saber o destino dos valores pagos e fatores que envolvem os preços são essenciais para ter uma boa gestão financeira buscando melhores valores e evitando prejuízo.

De modo geral, a tarifa do frete é composta de:

  • Frete Peso:

Também conhecido como ad-valorem, o frete valor equilibra os valores de custos e receitas. Como o próprio nome já diz, é proporcional ao valor da carga (mercadoria) e equipamentos que serão necessários para o carregamento ou descarregamento.

É composto por custos operacionais que são já determinados e variam de transportadora para transportadora, além de depender do tipo de serviço realizado. 
Vários fatores são levados em conta até se obter um valor apropriado; como volume da carga, trecho do transporte, tipo de veículo que fará o transporte e o trabalho para o receptor no momento da entrega.

Além do custo operacional, há uma taxa de lucro que é cobrada, onde um cálculo é feito pelo gestor de acordo com o que é pertinente para a transportadora.

  • Frete Valor:

Também conhecido como ad-valorem, o frete valor equilibra os valores de custos e receitas. Como o próprio nome já diz, é proporcional ao valor da carga (mercadoria) e da distância a ser percorrida.

Sua principal função é resguardar o embarcador de perigos de acidentes e danos envolvidos durante alguma entrega. É também como um seguro da mercadoria (que não é assegurada) quando não está em deslocamento.

É muito importante para a transportadora pois é uma forma de contabilizar pelo risco de estar conduzindo uma carga. Além disso deve ser levado em consideração a densidade da mercadoria, a necessidade ou não de equipamentos especiais e o trabalho no momento de carga e descarga, assim como também especificidades de percurso, que são quitados por meio de acréscimos e decréscimos do valor.

Lembrando que para o embarcador, o valor a ser pago é um fator determinante na hora de contratar o serviço.

Para saber quais fatores influenciam nesses valores, quais as taxas devem ser pagas para que um transporte seja realizado e ainda como fazer um cálculo correto, acompanhe o nosso próximos post!

Saiba como analisar os resultados financeiros da sua transportadora.

Faça o download gratuito do eBook Gestão Empresarial e fique por dentro do que é fundamental para o crescimento da sua transportadora!

Criação de sites e lojas virtuais